Abono Pecuniário 2021: Abono de Férias, Quem tem Direito

O abono pecuniário 2021 é uma prática muito comum no Brasil. Porém, muitas pessoas conhecem essa atividade como “venda de férias”. Com certeza você já ouviu falar disso.

Basicamente, a atividade consiste em trocar alguns dias do período de férias por um valor extra a ser pago pelo empregador. Lembrando que as férias são um direito anual que deve ser cumprido pela empresa para com todos os seus funcionários.

Abono Pecuniário 2021
Abono Pecuniário 2021

Confira ainda: Abono SalarialPIS 2021Renda Cidadã 2021Boleto FIES.

Quem tem Direito ao Abono pecuniário

É fundamental que os profissionais entendam quem tem direito ao abono de férias. Esse direito é reservado a todos os funcionários que trabalhem em regime celetista e que desejem vender 1/3 de suas férias.

Vale ressaltar que essa é uma escolha exclusiva do funcionário. Conforme previsto em lei, no artigo 143 da CLT, o abono é facultativo e o funcionário não deve ser coagido a tal escolha.

Vender Férias
Vender Férias

Prazo de Requerimento do Abono Pecuniário 2021

No entanto, quem deseja realizar esse trâmite deve ficar atento, pois existe um para o a ser cumprido para que a transação ocorra.

O abono pecuniário deve ser solicitado até 15 dias antes período aquisitivo. O profissional deverá se dirigir até o RH da empresa e fazer a solicitação, negociando a venda dos dias.

Prazo de Requerimento do Abono Pecuniário
Prazo de Requerimento do Abono Pecuniário

Vantagens e Desvantagens do Abono Pecuniário

As férias são obrigatórias e um dos direitos mais defendidos pela legislação trabalhista. Após 12 meses de trabalho o profissional tem direito ao descanso de 30 dias.

No entanto, muitas pessoas optam por fazer a venda dos dias com a finalidade de conseguir mais dinheiro. Porém, isso pode ter as suas desvantagens. Vamos analisar cada um dos pontos.

  • Vantagem:

Mais dinheiro para o período de descanso;

  • Desvantagem:

Período menor de férias.

Considerando essas informações, é de extrema importância que o empregado analise com cautela se realmente quer fazer essa negociação.

Como Calcular o Abono Pecuniário 2021

Outro ponto de importância nesse assunto é que você aprenda a fazer o cálculo para que confira se o valor depositado pela empresa com relação aos dias “vendidos” está correto.

O cálculo será feito considerando o valor bruto do salário e os dias de direito de férias como base. Então, considerando um valor de 30 dias de férias e um abono de 10 dias, deverá dividir o salário por 3. Supondo um salário de 3 mil reais, ficaria assim:

  • 3.000/ 3 = 1.000

Nesse caso, significa que o funcionário receberá seu salário integral (3.000) + 1.000 de abono pecuniário. Ou seja, um total de 4.000.

É importante considerar que além desses valores serão adicionados hora extra, insalubridade e qualquer outro acréscimo por direito de acordo com horas trabalhadas e / ou peculiaridades do cargo ocupado.

O abono pecuniário faz com que o funcionário receba os 30 dias de férias (ainda que ele tire apenas 20) + um acréscimo referente aos 10 dias vendidos de forma indenizatória.

Cálculo Abono de Férias
Cálculo Abono de Férias

Entender sobre isso é essencial para que você mantenha as suas finanças sempre organizadas. No mais, lembre-se que gozar de suas férias é fundamental e importante para a saúde e bem-estar. Por isso pense muito antes de optar pelo abono pecuniário.

Deixar uma resposta